17 de set de 2011

Se a aurora sempre raia...


Prefiro rosas, meu amor, à pátria,
E antes magnólias amo
Que a glória e a virtude.


Logo que a vida me não canse, deixo
Que a vida por mim passe
Logo que eu fique o mesmo.


Que importa àquele a quem já nada importa
Que um perca e outro vença,
Se a aurora raia sempre,


Se cada ano com a Primavera
As folhas aparecem
E com o Outono cessam?
E o resto, as outras coisas que os humanos
Acrescentam à vida,
Que me aumentam na alma?


Nada, salvo o desejo de indiferença
E a confiança mole
Na hora fugitiva.
(Fernando Pessoa)


4 comentários:

  1. Um grande poema de Fernando Pessoa (um escritor que admiro muito), também gostei muito do seu origami como sempre ele esta perfeito!

    ResponderExcluir
  2. Fernando Pessoa é um grande escritor...talvez um de meus favoritos! Muito obrigada, Miguel!

    ResponderExcluir
  3. Adorei o poema, e este origami ficou demais!
    Beijos,
    Lilian

    ResponderExcluir
  4. Hi, I came across your site and wasn’t able to get an email address to contact you. Would you please consider adding a link to my website on your page. Please email me.

    Thanks!

    Joel Houston
    JHouston791@gmail.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...